Postagens

Seleções do leste europeu: batendo na trave

Imagem
Salve salve galera que nos acompanha por aqui, sejam mais uma vez muito bem-vindos ao nosso blog. Estamos hoje trazendo uma história que na verdade se trata de um tabu: as seleções do leste europeu, que tentaram,  mas não conseguiram (ainda) conquistar a Copa do Mundo. Venha comigo, no caminho eu te explico:
TCHECOSLOVÁQUIA DE 1934:
O leitor que tem menos de 30 anos certamente deve desconhecer a existência da Tchecoslováquia, já que hoje existem a República Tcheca e a Eslováquia. Mas antes estas duas nações eram unidas. E na segunda edição da Copa, em 1934, a seleção tcheca chegaria à final, sendo derrotada pela seleção da Itália, que jogava em casa e tinha uma "pressão" pelo título por parte de seu ditador, o fascista Benito Mussolini.
Nesta edição, a seleção tcheca fez o artilheiro: Nejedlý foi o goleador máximo, com 5 gols. A seleção não era uma das cotadas para o título, mas foi chegando devagar. O regulamento era diferente do que estamos acostumados hoje: não havia fase de…

Lendas das Copas: episódio VIII: Lato

Imagem
Salve salve galera que nos acompanha aqui no blog, estamos de volta com mais um post, encerrando esta série das Lendas das Copas. Sei que tem gente que irá questionar por alguns outros notáveis das Copas, falaremos deles em outras oportunidades, ninguém será esquecido. o bom de se ter um blog com a Copa do Mundo como tema é que tem muito assunto a ser explorado. E hoje vamos falar de um gênio. Venha comigo, no caminho eu te explico.

 GRZEGORZ LATO
Nosso homenageado de hoje é polonês, nascido em 8 de abril de 1950, na cidade de Malbork. jogava no meio-campo e como alguns de seus contemporâneos, era um goleador. Jogou pela seleção polonesa entre os anos de 1971 e 1984, época que, sob sua batuta, a sua seleção viveu o seu apogeu, com o ouro Olímpico de 1972, em Munique, a prata em Montreal em 1976, além do 3º lugar na Copa de 1974, inclusive batendo o Brasil nesta decisão com gol de quem? Claro, dele, que marcaria outro gol no Brasil em 1978, quando a Polônia foi derrotada por 1 a 3. E rep…

Lendas das Copas: episódio VII - Puskas

Imagem
Salve salve galera que nos acompanha aqui no blog, sejam bem-vindos novamente a mais uma postagem. Hoje estamos no sétimo e penúltimo episódio do "Lendas das Copas". Hoje vamos falar de um cracaço de bola. Venha comigo, no caminho eu te explico.



FERENC PUSKAS
Ferenc Puskas Biró, nascido em Budapeste em 1 de abril de 1927, é o maior jogador da história da Hungria, um dos maiores do futebol mundial e assim como alguns dos apresentados aqui no Lendas, um dos injustiçados por não ter conseguido vencer uma Copa.

E ele teve duas oportunidades para tal: em 1954, foi o cérebro do time da Hungria conhecido como "Os Mágicos Magiares" (que você pode conferir o post sobre este time aqui), onde chegou bem perto do título, batendo a Alemanha na fase de grupos por 8 a 3 e perdendo para a mesma Alemanha na final por 2 a 3, isso após abrir 2 a 0. E em 1962, naturalizou-se espanhol, quando acabou sendo eliminado ainda na primeira fase, após uma partida bastante controversa diante do Br…

Lendas das Copas: Episódio VI - Platini

Imagem
Salve salve galera que nos acompanha aqui no Blog, estamos de volta com mais história para contar. E hoje falaremos de outro gênio das Copas do Mundo. Venha comigo, no caminho eu te explico:


Michel Platini

Este francês nascido em 21 de junho de 1955, na cidade de Joeuf , foi o maior jogador francês em Copas depois de Fontaine e antes de Zidane. Participou das Copas de 1978/1982/1986, sendo que nestas duas últimas, levou a sua seleção a um honroso quarto lugar em 82 e um épico terceiro em 86, inclusive, eliminando o Brasil nesta.

A curiosidade é que Platini não disputou as partidas de 3º e 4º lugares em 1982 e 1986.

A geração de Platini foi tão marcante, que após sua aposentadoria,a França ficou de fora em duas Copas seguidas, voltando somente em 1998, quando foi sede e acabou sendo campeã, mesmo que com um time bem menos vistoso que os que Platini jogou. Coisas das Copas, os deuses do futebol foram injusto com algumas feras, como estamos apresentando por aqui.

Platini jogou pela seleção en…

Lendas das Copas : Episódio V - Zico

Imagem
Salve salve galera que nos acompanha aqui no Blog, sejam mais uma vez bem-vindos. Estamos aqui trazendo a nossa quinta lenda das Copas do Mundo. Venha comigo, no caminho eu te explico:


ZICO
Arthur Antunes Coimbra, mais conhecido como Zico, ou o "Galinho de Quintino" (uma referência ao bairro da zona norte da cidade do Rio de Janeiro onde ele passou toda a sua infância), nascido em 03/03/1952 é o maior ídolo do Flamengo (único clube que ele defendeu no Brasil) e aclamado por muitos como o terceiro maior jogador da história do Brasil, atrás apenas de Pelé e Garrincha.

Jogou pela seleção entre os anos de 1976 e 1986, disputando neste período três Copas do Mundo, tendo a melhor colocação um terceiro lugar na primeira Copa. Ainda em 1978, foi protagonista de um lance bizarro: ele marcou de cabeça o gol que daria a vitória por 2 a 1 sobre a Suécia, na estreia da seleção naquela Copa, porém, o árbitro galês Clive Thomas não validou o gol, que originou-se de uma cobrança de escanteio, …

Lendas das Copas: Episódio IV - Cruyff

Imagem
Salve salve galera que nos acompanha aqui, estamos de volta, com o quarto episódio das lendas das Copas. Nos três primeiros, trouxemos atletas que encantaram e que foram campeões, agora falaremos sobre os que foram injustiçados pelos deuses do futebol e que não conseguiram a glória máxima. Venha comigo, no caminho eu te explico:

JOHAN CRUYFF

(Cruyff pela seleção na década de 70. Foto: retirada da internet)
Hendrik Johannes Cruyff, nascido em Amsterdã em 25 de abril de 1947 é considerado um dos gênios do futebol moderno, Maior jogador da história da Holanda e foi o cérebro do Carrossel Holandês, um dos três maiores times que arrancaram suspiros dos torcedores que gostam de futebol, mas que falharam na tentativa de ganhar a Copa.

Foi considerado pelo IFFHS como o melhor jogador europeu do século XX e o segundo melhor jogador do mundo, atrás apenas de Pelé. Era um meia de origem, mas em campo, na prática, não tinha posição definida, corria todo o campo, pensando, passando, e definindo jogada…

Lendas das Copas: Episódio III - Garrincha

Imagem
Salve salve galera que nos acompanha aqui no blog, sejam mais uma vez bem-vindos. Hoje estamos no terceiro dos oito episódios que apresentaremos sobre as lendas das Copas. Já apresentamos Pelé e Maradona, desta vez, estamos trazendo outro gênio, o das pernas tortas. Venha comigo, no caminho eu te explico:



Manuel Francisco dos Santos, o Garrincha, nascido no município de Magé (região metropolitana do Rio de Janeiro), em 28/10/1933. O apelido foi dado por sua irmã em associação dada por ela com uma espécie de passarinho muito comum na região onde o anjo das pernas tortas passou a sua infância.

Jogou profissionalmente entre 1953 e 1972, a maior parte do tempo defendendo o Botafogo. Pela seleção, jogou entre 1955 e 1966, tendo atuado em três Copas do Mundo (1958/1962/1966), ganhando duas.

Colocou no banco de reservas outro gênio da ponta direita, Julinho Botelho, que brilhou na Copa de 1954, na Suíça. Mas Garrincha era espetacular. Em seu teste pelo Botafogo, na primeira jogada, seu marcador…